sábado, 13 de outubro de 2012

Lar Doce Lar



Estou de volta...depois de umas pequenas férias ao nosso Brasil tão querido.
Depois de tantos anos sem ir na terrinha,foi uma emoção muito grande desde o início...

Reencontrei pessoas queridas,conheci outras incríveis,conheci cidades e lugares que jamais sonhei em conhecer,revivi momentos inesquecíveis,enfim...foi um período de muitas emoções.

Vitória,ES,vista do Convento de N.Senhora da Penha
Chegando em Resplendor,MG
Araranguá,SC,numa imagem ilustrativa

Bem,foi muito pouco tempo que tive pra fazer tudo o que eu queria,e ver todos que eu gostaria. Infelizmente não consegui nesse tempo matar toda a saudade,mas deu pra ter uma idéia do que é estar longe de casa...
Teve sim alguns pontos negativos,algumas decepções,as quais conversando com algumas pessoas que já ficaram longe e voltaram pra casa,sentiram o mesmo que eu.
A gente que sai de casa,vai morar em outro lugar,seja distante ou nem tanto,pensamos praticamente todos os dias como seria se estivessemos em nossa casa,pensamos quase todos os dias nas coisas,pessoas que deixamos pra trás...já quem fica...continua sua vida,em suas casas,com suas coisas.Passa um tempo,ficamos só nas lembranças mais vagas dessas pessoas...enquanto nós aqui,fantasiamos cada segundo desse reencontro.

Criamos expectativas imensas na hora de voltar...mesmo sabendo que já perdemos muitos laços de amizades,os amigos já não são mais amigos,alguns já partiram,mudaram de cidade,de vida,de religião,enfim...já não são mais amigos como pensávamos...mesmo aqueles que pela internet declaram sua amizade por você,dizendo que você é muito importante pra eles,que amam você...mas pra eles,basta falar com você nas redes sociais,que já basta,já é o suficiente,enquanto nós não vemos a hora de chegar lá,encontrar todas essas pessoas,abraçar,se sentir querida...e quando você chega...nada disso parece ser tão importante pra eles.

Você encontra gente de todos os tipos:aqueles que te veem,fingem que não veem,só pra não perder tempo,pois você vai querer saber as novidades,ou já nem tem mais assunto,aqueles que já não te viam há anos,mas te conhecem desde pequenina e adoram ficar lembrando dos tempos em que você brincava no quintal de sua casa,que você pulava o muro pra ir brincar na construção do vizinho,enfim...aquele blá blá blá,tem aqueles que falam com você na internet uma vez ou outra,e que acham que são seus amigos íntimos,mas...que você nem sabe o que falar,já que pessoalmente não tem como você simplesmente ''ignorar'' ou ''bloquear'',tem aqueles que realmente ficam felizes em te ver,mas que,basta você virar as costas que nem se lembrarão mais quanto tempo você ficou longe,aqueles que realmente ficam felizes em saber que você voltou e te procuram várias vezes até conseguir ver você...e o pior de todos,aqueles que falam para os outros que soube que você voltou e nem foi vê-los,pode uma coisa dessa?

Queria eu ter tido tempo pra ir ver todos que eu gostaria de ver,mas infelizmente o meu tempo era curto pra fazer tudo que eu tinha que fazer e ainda ir visitar todo mundo...
Meu pai,já sabendo disso,foi o máximo,cumpriu o que ele vinha prometendo desde que eu vim pra cá na última vez...fez uma festa pra reunir familiares e amigos,para que eu pudesse ver todos e  vice versa,além de fazer uma baguncinha,que é uma delícia entre pessoas que te querem bem não acham?

Pois é,talvez tenha faltado tempo e oportunidade para convidar algumas pessoas,porém,algumas que foram convidadas,mandaram recadinhos depois,se desculpando por não terem ido,que gostariam muito de me ver...uma pena,pois depois da festa,ainda estive no Brasil por quase três semanas e continuei sem ver essas pessoas...mas felizmente a maioria dos convidados compareceram e nos divertimos muito,foi muito bom ter todos presente.

Tive uma surpresa maravilhosa na festa,meu tio,fez duas performances,ele é todo talentoso,cabelereiro de profissão e artista por natureza (risos).Meu primo querido,que não via desde a última vez que fui ao Brasil,em 2000,dançou hip hop junto de um amigo,fiquei muito emocionada,pois gosto demais dele.




Enfim,foi muito bom,revi pessoas queridas,dançamos muito,nos divertimos,foi uma noite muito agradável.

No mais,curti muito a família,resolvi algumas pendências e matei a saudade.
Agora,de volta ao que posso chamar de lar...a vida continua,a rotina continua e muitas novidades estão por vir...
De volta ao blog,prometo que aos poucos vou retomando minhas atividades e colocando as receitas e visitas em dia.
Vejo vocês por aqui...Beijinhos...

(É muito bom estar de volta)

6 comentários:

Viviane Alves disse...

Olá Sha, q bom q vc aproveitou bastante suas férias, reviu pessoas queridas, descansou e aproveitou bastante.
Acompanhei td pelo face e vi o qto vc estava feliz
bjs e ótima semana
Vivi
http://www.viviass.blogspot.com.br/

Josy disse...

Sha querida fico feliz que está de volta,olha amiga me identifiquei com voce em tudo o que disse, conforme fui lendo, vi que não era só comigo, vi que poderia ser com qualquer um. Já moro em Campinas a 8 anos, e raramente vou a São Paulo, onde morei por mais de 45 anos, já sofri muito, senti muitas saudades, dos amigos, dos vizinhos, de alguns parentes, e ficava do mesmo jeito que vc, idealizando o dia que fosse rever essas pessoas, abraça-las, matar as saudades, que decepção. A útima vez que estive em São Paulo, fiquei 10 dias com ela, raras foram as pessoas que foram me ver, e as que encontrei só tinham pressa, tudo que idealizei foi por terra, e cheguei a conclusão que as pessoas esquecem rápido da gente e nós que a levamos conosco. Tive claro muitas amigas que matei as saudades, e minha filha que valeu por tudo, mas a vidá é assim mesmo, quem realmente nos ama é que jamais esquece da gente, seja pra onde formos. Estou feliz por vc ter curtido sua familia e os amigos. Seja bem vinda amiga. Beijinhos. ótima semana

Anjo-de-Mel disse...

Querida, apesar de tds os percalços, o balanço final é positivo e isso é q importa! Quem ñ esteve ctg é pq ñ faz falta e ñ lhes dês importância! Temos q dar valor a quem nos quer bem e ponto final! Welcome back home! Bjinho!

Marly disse...

Oi, Sha,

Pois é, as coisas são mesmo do jeito que você relatou, rsrs. Mas o que importa é que sempre há pessoas que também sentem vontade de nos rever, abraçar e curtir, não é verdade? rsrs.
O bom é que você pôde descansar e rever a família e os amigos mais chegados.

Beijo!

Chris Ferreira disse...

OI Sh, eu imagino a emoção que seja retornar ao nosso país depois de muito tempo sem vir por aqui. A emoção de rever as pessoas queridas e matar as saudades.
Adorei o post.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Tania Mara disse...

Oi Sha!!
Antes de mais nada, muito obrigada pela visita!

Concordo contigo. É complicado o regresso. As coisas mudas, as pessoas mudam. Mas a gente não muda então queremos e pensamos que quando voltarmos tudo e todos ainda estarão do mesmo jeito. Aí vem a decepção. Eu não saí do país mas mudei de estado e cidade deixando para trás muitas pessoas queridas. Um belo dia voltei e percebí que quem sofria de saudade era eu. Elas pareciam que nem sentiam minha falta. Mas te digo uma coisa boa niso tudo; Sempre haverão aqueles que sofrem nossa ausência, que sentem nossa falta. Essas pessoas são aquelas que sempre nos amarão não importa o tempo nem a distância.

Bom, eu moro num sítio sim, lindo, com muito verde, tenho meus bichinhos, posso acompanhar de perto o crescimento dos meus filhos e tem até uma prainha. Agora o lado ruim, não é meu, sou caseira, quer dizer, eu e meu marido. Faz quatro anos que moramos aqui e se depender de mim, fico a vida toda de tão bom que é. Mas o futuro à Deus pertence então deixo nas mãos dele isso.
felíz será sua mãe que desfrutará deste prazer que é viver em contato com a natureza.

Na sua vinda ao Brasil vc chegou à conhecer onde eu moro??
É muito bonito aqui nesta região.

Bem, hoje já falei demais.

Um grande abraço pra vcs!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lipsum Text Widget